jueves, 2 de abril de 2009

Ednaldo Luiz

(pincha el enlace)

Dentro de este ya universo blog te puedes dar con la sorpresa de que tus palabras aparezcan en blogs amigos y que el concepto de la poesia, de los relatos, de la tolerancia entre personas que no tienen por que pensar igual que tu, ni mucho menos, hagan que valga la pena sentarse unas cuantas veces a renovarlo periodicamente.

Ednaldo Luiz es un poeta brasileño de caicó, http://pt.wikipedia.org/wiki/Caic%C3%B3 y lo cierto es que sin traductores ni ostias, leyendonos andamos... desde el Rio Grande do Norte, un poema de este amigo ya mio y vuestro.



POEMA: UM BEBEDOR DE AGUARDENTE
POETA: EDNALDO LUIZ DOS SANTOS.

De sair dessa mesmice de vida
E mergulhar num submundo inocente
Onde a matéria é pouco valiosa
E a natureza consume o pensamento
Que pode se incendiar com o calor
Que pode se entorpecer com sua fórmula
Que pode matar, quando em excesso
Ou pode nocautear o maior dos seres
Adormecendo-o completamente.
Assim como uma anestesia maligna
Vejo-me suando por inteiro
Como se o líquido estivesse me consumindo
Como se ele estivesse limpando minha alma
Aliviando minhas dores corporais.
Sinto uma ardência aqui por dentro
E minha cabeça vai ficando pesada
Meus reflexos diminuem a cada hora
Não consigo perceber a dinâmica exterior.
Estou lento, olhos pesados, boca ardida
Já não falo com voracidade constante
Atropelo-me no falar e às vezes me engano
Não consigo dominar a minha fala.
Não agüento mais a ação dessa droga
Largo o copo e vou à direção sem destino
Não sei como eu consigo andar tombaleante
Mas tenho sorte e pouso-me em casa
Entro assim num coma profundo
E no outro dia me acordo com uma ressaca
Da maldita AGUARDENTE que ingeri.

Por: Ednaldo Luiz Dos Santos
Feito dia: 07/ 11/ 2004.
Tal poema eu fiz quando provei da realidade.

3 comentarios:

CalidaSirena dijo...

me ha encantado tu rincón y todo lo que encierras en él..
Un besote muy cálido de una sirena

nuria dijo...

Esto esta muy bien que dos personas que están tan lejos puedan conocerse y compartir sus gustos y sus talentos y puedan llegar a hacerse amigos,el mundo de los blog mola mucho,bonito poema.Es normal que Dioni guste asta en Brasil.Besitos.

jordicine dijo...

De esto se trata, de compartir. Un abrazo.